Psicologia Energética – EFT

Quando estamos sintonizados em um problema que nos aflige, despertamos o sistema elétrico, que começa a atuar de maneira negativa. É necessário, então, um procedimento para livrar-se desse bloqueio de energia.

A psicologia energética tenta equilibrar, restaurar e melhorar o funcionamento da pessoa. Essa técnica está sendo usada atualmente no mundo inteiro, trazendo rápidos resultados e podendo ser facilmente aplicada tanto com o auxílio de um profissional quanto por si mesmo.

A grande vantagem da psicologia energética é que, ao estimular pontos energéticos do corpo, juntamente com a invocação de frases, ela pode mudar rapidamente o sistema eletroquímico do cérebro.

Essa psicologia da energia, também conhecida como técnica de liberdade emocional (EFT), funciona através do sistema energético do corpo e ao toque (tapping) em seus pontos com os dedos (pontos de acupuntura) no rosto e no corpo em um padrão específico para liberar estresse, emoção negativa, respostas indesejadas e físicas dor. Semelhante à acupuntura, porém sem agulhas.

Como funciona?

A energia flui através dos meridianos em nossos corpos, da mesma forma que o sangue flui através das nossas veias. Quando uma pessoa recebe uma lesão física ou choque emocional, ocorre um bloqueio no sistema do meridiano e uma ruptura nos resultados do fluxo de energia. As emoções negativas não são criadas pelo próprio evento, elas são criadas pela interrupção no sistema de energia que ocorre como resultado do evento.

A emoção negativa é então reeditada sempre que esse evento vem à mente. Se o bloqueio não for removido ou rebalanceado, isso pode resultar em depressão, estresse entre outros problemas emocionais além de físicos, como tensão muscular e dores.

O EFT trabalha liberando o bloqueio. Sem o bloqueio no sistema de energia, o evento original ainda ocorrerá, mas não há mais um sentimento negativo associado a ele. Ele só se torna uma memória, o que aconteceu, mas já não afeta os sistemas de mente e corpo. Esta técnica pode ser usada tanto em questões emocionais quanto físicas.

Há muitos pontos potenciais para a aplicação de EFT para melhorar o desempenho no esporte. Esses incluem:

Liberar a tensão/ansiedade associada com o desempenho – quando o atleta visualizar a situação de antemão pode aplicar EFT a qualquer ansiedade que venha à tona.
Liberar as emoções negativas e os efeitos de falhas do passado, também podem ser sistematicamente identificados e tratados com EFT.

É importante também buscar quaisquer crenças negativas que podem ter se desenvolvido fora dessas falhas e resolvê-las também. Dirige-se a identidade do atleta, e elimina-se qualquer auto crenças negativas que pode dificultar o desempenho de pico.
 

Como aplicar?

O primeiro passo para fazermos EFT, ou qualquer outra técnica de libertação emocional, é identificar a emoção. Depois, temos sempre a opção de nos mantermos agarrados e amarrados a ela ou, por outro lado, decidirmos se libertar. Quando decidimos ser livres, estamos prontos a usar a EFT para dissolver as emoções que nos limitam.

Fazer EFT é muito simples. Apenas exige de nós o reconhecimento das emoções que estamos sentindo e a vontade de libertar tais emoções tocando nos pontos de EFT.

Alguns pontos que são trabalhados estão na figura e todos correspondem ao trabalho da emoção.

tap.png

 

Ser Específico

Se não conseguires resultados imediatos com EFT, isso não significa que a EFT não funciona. Significa apenas que não está sendo específico na emoção que está a sentir. Muitas vezes achamos que sentimos uma coisa, mas, na realidade, existem outras emoções associadas que não gostamos de aceitar ou não conseguimos “olhar” para elas de frente por serem dolorosas demais. Com a prática, aprende a reconhecer o que está acontecendo e aprende a encontrar as verdadeiras emoções.

Quer aprender mais? A Dra. Wania Sierra da Nihumana é especializada na aplicação em EFT e possui um núcleo de psicologia em São Paulo que atende a atletas de trail running para o controle de ansiedade, desempenho, etc.

Confere a página no face:

https://fb.com/nihumana

Anúncios

LA SPORTIVA AKASHA REVIEW

Conforto, respirabilidade e proteção é o que este sapato oferece, facilmente um tênis que eu consigo utilizar em diversas corridas. Para aqueles que não tiveram sorte com a La Sportiva no passado, devido ao ajuste mais estreito e mais rígido, vale a pena testar o novo conceito.

image1-e1499456882655.png

O Akasha está chegando no mercado brasileiro no próximo mês de agosto. E promete muito.

3391217-p-MULTIVIEW

A parte superior do Akasha é uma malha de ar respirável (airmesh) que se encaixa ao pé e elimina qualquer desconforto. Existem tiras de poliuretano finas que se sobrepõem à malha através do antepé proporcionando um pouco de estrutura e evitando o colapso da parte superior. Mantém o pé firmemente em cima da plataforma enquanto se corre e se realiza trail (inclusive sobre rochas!). O entalhe do calcanhar e do tornozelo são acolchoados na medida necessária, e possuem um loop de nylon para pendurá-los.

Na parte da frente, temos o Dynamic ProTechTion, que são estas são as tiras de PU (poliuretano) que foram soldadas no airmesh. Isso, de acordo com a La Sportiva, “oferece proteção e estrutura seguindo o pé de forma dinâmica e sem constrições”. Que significa que os dedos do pé ficam sem dor, não importa quantas vezes se chute pedras, em nenhum momento, para mim Raissa, criou-se feridas, bolhas, roxos ou eu perdi unhas. Este “rand” protege todos os dedos do pé de medial para lateral e se envolve para fornecer uma saliência ligeiramente protetora.

images (1)

Realizei Transgrancaria 82km com ele e meus pés terminaram intactos como começaram. Sem absolutamente nenhuma lesão, bolhas ou unhas perdidas; diferente de outros tênis na minha humilde experiência.

A língua é uma das línguas acolchoadas mais espessas que encontrei no mercado de sapato, mas o preenchimento é denso e firme. Não notei o excesso de absorção de água nesta área enquanto usava os tênis em terrenos úmidos e/ou enlameados. Mas depois de lavados demoraram um pouco mais para secarem que outros modelos do mercado.

No geral, esta parte superior é fantástica, simplesmente devido ao conforto e a respirabilidade que ela fornece, e ainda é durável.

No caso da entressola do Akasha, esta é um EVA injetado que permite que mantenha o amortecimento e elasticidade dentro do EVA ao longo do tempo inclusive sendo mais durável (versus o EVA moldado por compressão padrão). Juntamente com a plataforma de almofada La Sportiva, este sapato maximiza a absorção de choque, proteção contra rochas, ao mesmo tempo que elimina uma sensação de morbidez. O conforto e a proteção oferecidos pelo sapato são perfeitos para longas distâncias de até 160km. Tenho problemas de joelho e o retorno do tênis foi excelente em relação a isso.

A palmilha ergonômica Ortholite Mountain Running é antimicrobiana de 4mm sem retenção de umidade, mesmo através de lama e córregos.

Por fim, em relação à entressola, esses tênis desviaram todas as rochas pontudas, arredondadas e de ângulo estranho que eu poderia pisar diretamente sem problemas. Meu pé permaneceu estável até em ângulos estranhos. Excelente proteção e amortecimento em rocha, mantendo a flexibilidade e controle de torção.

O ponto mais alto do tênis é a sola exterior. O Akasha utiliza as solas de composto de borracha dupla densidade FriXion XT (XF + AT) que otimizam a resistência ao desgaste e a absorção de choque. Por mais molhado que esteja o solo ou rocha, ele se agarra da maneira mais perfeita. La Sportiva usa alças de direção reversa para ajudar a quebrar em downhills e também incorpora seu sistema “Trail Rocker” que ajuda com o rolamento natural do pé no nosso ciclo de marcha, toe transition.

IMG_5382.jpg

Impressões gerais

No geral, estou realmente impressionada com o La Sportiva Akasha. Bem satisfeita com o sapato de maior volume e suporte. Eu tenho cerca de 200 quilômetros já neles e não vejo sinais significativos de desgaste. Realizei três provas já com significativo resultado em todas.

Em suma, acho que o Akasha é um sapato digno de ultra distâncias, e se comporta de maneira perfeita para o meu tipo de pé. Sua pisada é neutra e o amortecimento dele é ótimo para quem gosta desse tipo de característica em tênis de trilhas. Não são minimalistas, pelo contrário apresentam conteúdo de proteção, porém não deixam de ser rápidos e responsivos.

Pontos negativos: dizem que a versão masculina é um pouco pesada: 330g, já para mim no meu número 34 ela pesa apenas 260g.

P.S.

– Se você tiver alguma dúvida sobre o sapato, pergunte.

– Se você teve a chance de correr no sapato,conte a todos o que você pensa!

EKG17IPB8887